Artigo

Sociedade / Saúde e Educação

Hospitais de Luanda têm novos médicos

O sector da Saúde na província de Luanda vai admitir pelo menos mais 50 médicos   para apoiar as unidades sanitárias de primeiro e segundo nível, deu a conhecer ontem o governador provincial Higino Carneiro.

O governante, que deu as boas vindas a um grupo de 97 médicos admitidos por concurso público realizado no primeiro semestre do ano em curso, reconheceu que o actual número de profissionais ainda é insuficiente para atender “às reais necessidades” e pediu-lhes para evitarem fixar-se apenas nos gabinetes e irem ao encontro dos cidadãos, através, por exemplo, de feiras da saúde. 
 “Todos estes médicos já têm os salários garantidos, por isso devem desde já  exercer convenientemente as suas funções, ajudando a diminuir  as enchentes registadas  nos hospitais terciários por falta de atendimento nas unidades de primeiro  e segundo nível”, explicou a directora provincial da Saúde, Rosa Bessa. que pediu aos novos médicos dedicação e humanismo. Aos mais antigos solicitou apoio aos jovens profissionais, além de calma e paciência na transmissão dos conhecimentos práticos. “Eles são jovens, alguns no seu primeiro emprego. São o futuro da saúde”, disse.