Sociedade

EUA melhoram programas de intercâmbio com Angola

Um alto funcionário do Governo americano cumpre uma visita a Angola com o objectivo de recolher contribuições de jovens líderes e empreendedores angolanos  para a melhoria de programas oferecidos ao país  e ajudar as organizações locais a elaborarem comunicações estratégicas para os seus projectos.


Trata-se de Jonathan Henick, coordenador interino do Gabinete de Programa Internacional de Informação do Departamento de Estado, que vai manter dois encontros, o primeiro dos quais acontece hoje com jovens empreendedores.
Num documento, enviado ontem ao Jornal de Angola, a Embaixada dos Estados Unidos da América em Angola refere que a visita de Jonathan Henick se enquadra na avaliação e no reforço de vários programas de intercâmbio, educacionais e de capacitação geridos pela representação diplomática.
Amanhã, Jonathan Henick vai deslocar-se à Universidade Católica de Angola, para falar sobre estratégias para o crescimento e desenvolvimento pessoal a jovens beneficiários directos e indirectos dos programas Yali, que têm uma rede on-line constituída por mais de 250 mil membros, dos quais 3.400 são angolanos.
Através da rede - yali.state.gov - jovens africanos podem conectar-se com outros líderes nas suas comunidades, aceder a cursos on-line grátis sobre temas como alterações climáticas, empreendedorismo e direitos humanos e receber convites para eventos especiais.