Artigo

Sociedade

Educação enquadra novos professores

O Ministério da Educação prevê lançar, dentro de duas semanas,  um concurso público para a admissão de novos professores, anunciou ontem, em Mbanza Kongo, província do Zaire, a titular da pasta, Maria Cândida Teixeira.

A ministra da Educação garantiu à imprensa, momentos depois de desembarcar no aeroporto local, que o departamento ministerial que dirige já tem todas as condições criadas para a realização do concurso e aguarda apenas pelos despachos dos Ministérios da Administração do Território,  Finanças e Administração Pública, Trabalho e Segurança Social para a execução do diploma.
Segundo a ministra da Educação,  para a província do Zaire  vão ser disponibilizadas   668 vagas para admissão de novos professores do ensino geral no presente ano lectivo.
“Todo o processo já está preparado. Dentro de duas semanas  começa a admissão e enquadramento de novos professores”, afirmou a ministra. Um total de 20 mil novos professores devem ser recrutados no país no presente ano lectivo.
Ao referir-se à greve observada pelos professores em todo o país, Cândida Teixeira lembrou que o Ministério da Educação comprometeu-se a solucionar todas as questões que constam do caderno reivindicativo dos professores para, dentro do tempo de calendarização, serem cumpridas ao mais alto nível.
A agenda de trabalho da ministra da Educação no Zaire inclui a discussão de assuntos relacionados com a superlotação de alunos nas salas de aula, o enquadramento de novos professores, a construção de novas escolas e o programa da merenda escolar.
Cândida Teixeira reuniu-se com o governador provincial do Zaire, Joanes André, com membros dos governos provincial e municipal, e responsáveis do sector da Educação na região.
A visita visa o acompanhamento do desenvolvimento do sistema educacional na província do Zaire e prolonga-se até amanhã.