Sociedade

Bispo de Mbanza Kongo destaca escolas católicas

O bispo da diocese de Mbanza Kongo, Dom Vicente Carlos Kiaziku, afirmou que além da pregação do evangelho e da catequese a Igreja Católica intervém na formação do homem com altos padrões morais e cívicos.

O religioso destacou, entrevistado terça-feira pela Angop, a contribuição do Instituto de Ciências Religiosas de Angola (ICRA), aberto este ano em Mbanza Kongo, e das escolas católicas locais na formação de homens e mulheres capazes de viver e transmitir os valores cívicos e morais.
Na visão do prelado, o Instituto de Ciências Religiosas de Angola pode prestar uma contribuição significativa na formação de professores  da disciplina de educação moral e cívica e profissionais de educação social, capazes de ajudar na recuperação moral da sociedade.
“Falamos muito sobre a recuperação dos valores morais, cívicos e éticos, mas depois questionámo-nos sobre quem, afinal, vai  encarregar-se dessa missão”, disse o bispo de Mbanza Kongo.
O bispo da diocese de Mbanza Kongo realçou ainda que não basta ensinar a teoria da educação moral e cívica, precisa-se praticá-la e servir pessoalmente de exemplo aos alunos e à sociedade, pois, segundo disse, ninguém pode dar o que não tem.
“Se um professor de moral e cívica não pratica aquilo que lecciona aos seus alunos, estamos perante um acto contraproducente”, afirmou o bispo.
Em relação ao Instituto de Ciências Religiosas, o bispo disse ser pretensão da Igreja Católica a criação de melhores condições para o seu normal funcionamento. “O Instituto de Ciências Religiosas de Angola funciona em instalações muito precárias, sem autonomia, mas temos estado a solicitar patrocínios às instituições de boa-fé, para que o sonho de termos uma escola em melhores condições seja uma realidade”, salientou.
Dom Vicente Carlos Kiaziku está desde Maio de 2009 à frente da Diocese de Mbanza Kongo, que conta com sete paróquias.