Regiões / Benguela

Organização sul-africana duplica merenda escolar

A organização não-governamental sul-africana Joint Aid Managment (JAM) vai duplicar este ano a merenda escolar de 35 mil para 70 mil alunos beneficiários na província de Benguela, anunciou ontem o seu responsável na  província.


Num encontro de cortesia com o director provincial da Educação de Benguela, Manuel Januário disse que é possível que mais crianças beneficiem do projecto, fruto dos baixos custos praticados pela organização.
  O responsável, que responde pela organização em Benguela, disse que a Joint Aid Managment já escreveu para as administrações municipais e à medida que forem respondendo o projecto é implementado nas escolas.
“Pensamos que com os actuais orçamentos das Administrações Municipais é possível aumentar o número de beneficiários e a nossa política de gestão é de que quanto mais crianças forem abrangidas menor é o preço a cobrar", disse,   para acrescentar que as ONG regem-se por uma legislação própria no que a prestação de serviços ou cobrança por serviços prestados diz respeito.
O director-geral da Joint Aid Managment na África do Sul, David Brownie, referiu que a ONG tem “um ambicioso projecto de produção agrícola” para apresentar ao Governo de Benguela e que visa a redução das importações e fomentar a produção local de alimentos.
O director provincial da Educação de Benguela, Samuel Maleze Quinda, valorizou o projecto pelo facto de diminuir as despesas das famílias e aumentar a assiduidade e pontualidade do aluno na escola.
“Vamos continuar a interagir com os administradores municipais para que mais alunos beneficiem, para que possamos diminuir as desistências escolares”, referiu.