Política

Igrejas cristãs fazem apelo à convivência em harmonia

As igrejas cristãs sedeadas na cidade de Ondjiva, província do Cunene, foram unânimes em pedir no domingo último, aos líderes das formações políticas concorrentes às eleições gerais de 23 de Agosto deste ano, a preservação da paz, unidade e reconciliação entre os angolanos.


O pedido foi manifestado durante o culto ecuménico de acção de graças, que decorreu no pavilhão multiuso de Naipalala II, testemunhado pelo governador provincial, Kundi Paihama, e por vários membros da sociedade civil.
A pastora da Igreja Universal, Zeferina António, que interveio no acto em nome das demais entidades eclesiásticas presentes, saudou o povo angolano, em particular os da província do Cunene, pela maturidade e participação ordeira demonstradas durante as eleições. “Tal como aconteceu em eleições anteriores, o povo da província do Cunene soube uma vez mais demonstrar a sua maturidade e alto sentido de estado face aos desafios que se apresentam.” Para a pastora, em nenhum momento os interesses partidários devem sobrepor-se aos da nação, acrescentando que a paz e a estabilidade são os condimentos essenciais para que Angola continue na senda do desenvolvimento com vista a garantir o bem-estar de todos os angolanos.
Zeferina António apelou aos políticos para manterem a serenidade e a calma na hora da tomada de decisões, para que a paz continue a ser o factor de unidade entre os angolanos, independentemente da cor partidária.
O governador provincial, Kundi Paihama, agradeceu a população pela participação nas eleições gerais, no final das quais o MPLA sagrou-se vencedor. Considerou o pleito eleitoral como tendo decorrido de forma pacífica e ordeira.
“O MPLA vai continuar a desenvolver acções para concretizar as profundas aspirações do povo angolano”, afirmou Kundi Paihama.