Política

Compromisso com valores democráticos motiva a visita de Mike Pompeo a Angola

O secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, inicia este sábado, no Senegal, uma visita de cinco dias ao continente africano que o levará a Angola e Etiópia. A escolha destes países, segundo o jornal Le Monde, deve-se ao "compromisso dos seus líderes com os valores democráticos".

Estes países são os maiores contribuintes para a estabilidade regional e pelo facto de terem lideranças dinâmicas", segundo fonte do Departamento de Estado citada pelo jornal. Mike Pompeo, segundo o jornal francês, vem a África "dissipar mal-entendidos" provocados pelo Presidente norte-americano, Donald Trump, que chamou "países de merda" alguns Estados africanos. Há dois anos no cargo, é a primeira vez que Mike Pompeo visita países da África sub-sahariana. Em relação a Angola, segundo o jornal, os americanos estão preocupados com a influência crescente da China, que investiu fortemente em infra-estrutura. Angola, segundo o Le Monde, acumula uma dívida de 25 mil milhões de dólares à China. O secretário de Estado vem reforçar o plano de que os norte-americanos pretendem reduzir as suas forças militares no continente africano. O último secretário de Estado norte-americano a visitar a região subsahariana africana, Rex Tillerson, foi exonerado pelo Presidente Donald Trump tão logo regressou aos Estados Unidos.