Mundo

Protestos contra mudança da Embaixada do Brasil

Um grupo de plestinianos juntou-se ontem em frente à representação do Brasil junto ao Estado da Palestina, na cidade de Ramalah, para protestar contra a transferência da Embaixada do país lusófono de Teleavive para Jerusalém .

Empunhando cartazes com frases em inglês, árabe e português, os manifestantes lançaram críticas às intenções do Presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, de mudar a Embaixada do Brasil em Israel.
Desde 1951, a representação brasileira em Israel está em Telavive, mas Bolsonaro expressou a intenção de transferi-la para Jerusalém, o que tacitamente implica reconhecer a cidade como capital do Estado hebraico.
A intenção de Bolsonaro já recebeu fortes protestos de países árabes como o Qatar e o Egipto, o que levou terça-feira o Presidente eleito do Brasil a afirmar que a questão “ainda não está decidida”.
A anexação de Jerusalém Oriental por Israel, após a guerra de 1967, nunca foi reconhecida pela comunidade internacional, para a qual o estatuto da Cidade Santa deve ser negociado pelos palestinianos e israelitas. Os países são aconselhados a não mudar as suas embaixadas  enquanto não se chegar a um acordo.