Mundo

Ofensiva suicida provoca mortes

Pelo menos três pessoas morreram ontem num ataque suicida perpetrado na cidade de Kolofata,  norte dos Camarões, região onde o Boko Haram costuma realizar os seus ataques, disseram à agência de notícias Efe fontes de segurança.

Dois civis e um polícia morreram no atentado cometido por um homem que se matou perante eles, disse à Efe um oficial de segurança.
“O ataque ocorreu quando um polícia se aproximou do suspeito a fim de fazer uma revista. Foi então quando o agressor suicida detonou a sua carga explosiva, escondida na parte de trás de uma bicicleta”, explicou a fonte.
Até o momento, nenhum grupo reivindicou a acção, embora todas as suspeitas apontem para o Boko Haram. Os terminal municipal de Kolofata é alvo usual deste grupo rebelde nigeriano, que em 28 de Janeiro acabou com a vida de seis pessoas e feriu outras 20.
Três dias antes, 26 pessoas morreram num triplo ataque suicida num mercado da mesma cidade.
Chade, Níger, Nigéria, Camarões e Benim, criaram em 2015 uma força multinacional integrada por 8,7 mil soldados para combater o Boko Haram. A Comissão Mista Camarões-Nigéria trabalha na demarcação da fronteira entre estes dois países, uma zona volátil onde opera  o grupo rebelde Boko Haram.