Mundo / África

Oposição togolesa decide suspender as manifestações

A coligação de 14 partidos políticos da oposição togolesa apelou, ontem, para a suspensão das manifestações previstas para se realizarem em Lomé e no interior do país.

“Tendo em conta as últimas informações de que ela dispõe, a coligação dos 14 partidos da oposição afirma que a manutenção destas manifestações não permite um desenrolamento sereno e seguro para os manifestantes nem a realização dos objectivos visados”, lê-se no comunicado.
Desde Abril último, o Governo modificou os itinerários para as diferentes manifestações, evitando o centro da cidade e artérias sensíveis, evocando queixas das populações ribeirinhas.
Estas populações, segundo as autoridades togolesas, queixavam-se da incidência negativa das manifestações nas suas actividades económicas, aludindo a questões de segurança.
Desde Agosto último, a oposição togolesa reclama, através de manifestações, seguidas de comícios, por reformas institucionais e constitucionais.