Economia

Criadas as condições para legalizar firmas

As autoridades do Moxico estão em condições de viabilizar empreendimentos diamantíferos e de outras áreas de indústria extractiva, num desenvolvimento capaz de incentivar os pequenos investidores a legalizarem as suas operações.

A declaração foi feita pelo vice-governador do Moxico para o sector Político, Social e Económico, Carlos Alberto Masseca, num seminário regional sobre os recursos minerais e petróleos realizado ontem, no Luena.
O vice-governador considerou “brusca” a forma como os recursos minerais foram usurpados de forma ilegal naquela província, ao longo do tempo, uma situação que, para ser sanada, requer uma atitude institucional da envergadura da operação “Transparência”.  
Durante o seminário, os participantes debruçaram-se sobre o impacto ambiental e social, bem como os desafios nos domínios da segurança e saúde nas operações do subsector mineiro, alinhamento técnico e metodológico na recolha de dados das estatísticas minerais, fiscalização, inspecção e transgressões administrativas.       

Avanço da Shoprite
Um supermercado da cadeia sul-africana Shoprite em construção no Luena fica concluído no segundo semestre de 2019, menos de dois anos depois de as obras terem iniciado, no fim de 2017.
Estas declarações foram prestadas pelos representantes da rede de supermercados ao governador provincial, Gonçalves Muandumba, que terça-feira se deslocou ao local em que decorrem as obras.
Os responsáveis da Shoprite no Luena disseram ao governador que o supermercado vai gerar mais de 200 postos de trabalho directos depois de concluído, o que Gonçalves Muandumba considerou ser tão importante como o aumento da oferta de bens de consumo de qualidade que o supermercado se compromete a fornecer à população.
O governador manifestou interesse em autorizar, nos próximos anos, a edificação de uma unidade comercial da rede Shoprite no Luau, na fronteira com a Zâmbia.