Economia

Crédito de curto prazo como opção estratégica

O Banco de Comércio e Indústria (BCI) adoptou esta semana um plano de negócios para o ano em curso, no qual prevê apostar no crédito de curto prazo para elevar os rendimentos, revelou quinta-feira ao Jornal de Angola o presidente do conselho de administração da instituição financeira de capitais públicos.

Filomeno Ceita afirmou, numa entrevista em que participaram quatro administradores executivos do banco, que o BCI está com “muitas restrições em relação ao volume de crédito”, uma situação que estima que, “no curto prazo, não se vai alterar”.

Números do relatório e contas do BCI relativo a 2016, o último disponível, indicam que o crédito concedido naquele ano ascendeu a 54.082 milhões de kwanzas, mais dez por cento que os 48.821 milhões emprestados em 2015.