Economia

Mais receitas para os cofres do Estado

As receitas globais arrecadadas na província do Bié para a Conta Geral do Tesouro, durante o II trimestre deste ano, atingiram o valor de 1.349 milhões kwanzas. Deste montante, acrescenta-se às receitas fiscais de 142. 805 milhões de kwanzas e comunitárias de 27.528 milhões de kwanzas, enquanto a retenção na fonte chegou a 1.178 milhões de kwanzas.

Os dados constam do relatório de balanço de execução apresentado, na terça-feira desta semana, pelo secretário do governo do Bié, Vicente da Rocha, durante a VI reunião do governo da província, que decorreu na cidade do Cuito.

No encontro, os membros do governo aprovaram a agenda preliminar sócio-económica do governo 2018/2022, como um instrumento para a gestão e desenvolvimento da província, com vista a execução das acções que visam a melhoria de vida das populações, com a construção de infra-estruturas sociais, económicas e produtivas.

Para o ano agrícola, que inicia com as chuvas do mês de Outubro, a província já tem preparado cerca de 84 mil e 744 hectares de terra, aradas de forma manual e mecanizada. A cifra, segundo o director do gabinete da agricultura, vai aumentar substancialmente com a entrada em funcionamento da brigada de mecanização e do kit de mecanização agrícola recentemente atribuído ao governo local pelo Ministério da Agricultura e Pescas. O director do Gabinete da Agricultura, Marcolino Rocha Sandemba, está confiante que o próximo ano agrícola venha a ser muito proveitoso.

No capítulo da construção, foram concluídas infra-estruturas produtivas e sociais, com realce para a construção de escolas, postos de saúde, armazéns comunitários, residências para quadros e pontos de águas. Os participantes foram informados ainda que no âmbito do Plano Integrado nos Municípios (PIIM) foram lançados, em concurso público de licitação, 142 projectos, dos quais mais de 80 se encontram já adjudicados as respectivas obras em curso.

Os participantes à VI reunião ordinária do Governo consideraram satisfatório o relatório das actividades desenvolvidas pelo Governo da província durante o período em análise, cujo impacto das acções realizadas visam a melhoria das condições de vida das populações, tendo em conta que maior parte das acções programadas foram executadas e concluídas com êxito, apesar das dificuldades imposta pela Covid-19.

No domínio da empregabilidade, registou-se no sector de prestação de serviço, um maior número de empregos gerados num total de 10.284, entre os quais 4.384 homens e 5.900 mulheres.