Desporto

Smash da Década: FIBA pode anunciar vencedor da disputa nas próximas horas

O vencedor do concurso “Smash da Década”, promovido pela Federação Internacional de Basquetebol Associado (FIBA), pode ser anunciado a qualquer momento. O evento visa premiar o afundanço protagonizado por um atleta ao serviço da respectiva selecção entre 2010 e 2020.

Contrariamente ao inicialmente previsto, o resultado não foi divulgado por alegada invasão de piratas informáticos ao site oficial da instituição que tutela a modalidade a nível mundial.

Carlos Morais representa Angola na final e tem como opositor o poste iraniano Arsalan Kazemi.

A assessoria do atleta do Petro de Luanda informou que cidadãos iranianos “hackearam” a página e fizeram com que os votos para Carlos Morais revertessem de forma fraudulenta para o oponente daquele país do Médio Oriente, de acordo com uma publicação do portal angolano “Shaint Sport”.

“A FIBA já foi alertada e mudou a segurança do site, mas aguardamos que ao menos sejam igualadas as percentagens de modo que o resultado final seja justo”, refere a publicação, tendo avançado que a acção poderá ter retirado entre 20 a 30 por cento de votos ao internacional angolano. “A votação está terminada. Os resultados estão a ser verificados e o vencedor será confirmado brevemente”, lê-se no site oficial da FIBA que ainda no domingo chegou a aventar a possibilidade de estender a votação por mais dois dias, mas não veio a acontecer.

Presume-se que esteja a decorrer o processo de apuramento de resultados reais. Na primeira eliminatória, Morais superou na meia-final o jogador da Letónia Kristaps Porzingis, extremo-poste do Dallas Mevericks da NBA.

A trajectória do craque angolano começou diante do poste senegalês Youssoupha Ndoye, a quem suplantou com 58 por cento de votos; eliminou na segunda fase o nigeriano Michael Gbinije (68) e Maurice Ndour, compatriota de Ndoye (65), na terceira etapa.

O “dunk” do craque angolano aconteceu na partida diante de Moçambique, durante a fase preliminar do Grupo C, no Afrobasket'2013 decorrido do Palácio dos Desportos de Abidjan, capital da Costa do Marfim.

Em declarações ao Jornal de Angola, na semana passada, o jogador tricolor, de 34 anos e 1,88 metros, diz sentir-se regozijado por fazer parte de um grupo restrito de muitos jogadores talentosos espalhados pelo mundo.

O concurso teve início no dia 10 do corrente com um total de 32 finalizações de uma vasta gama de competições globais e continentais com todas as regiões da FIBA representadas.

O site anunciava igualmente que os fãs que participaram da votação terão a possibilidade de concorrer ao sorteio de uma bola oficial da FIBA. O vencedor vai ser conhecido, após a conclusão do concurso.