Desporto / Outros Desportos

Militares com três equipas nas meias-finais da prova

1º de Agosto, Núcleo de Benguela e Marinha de Guerra são os três representantes do Clube Central das Forças Armadas que garantiram, quarta-feira última, a qualificação para as meias-finais, na classe feminina, da 38ª edição dos Campeonatos Nacionais de Andebol, que terminam amanhã no Huambo.

Na luta para a final, esta tarde, no pavilhão Osvaldo Serra Van-dúnem, as meninas do Desportivo de Chicapa, da Lunda-Sul, são as únicas com possibilidade de contrariar o trio militar. A equipa de Saurimo joga com o Núcleo de Benguela do 1º de Agosto, num duelo desigual, onde as benguelenses são claramente favoritas, na procura da sua terceira final consecutiva.
Marinha de Guerra e 1ºde Agosto lutam pela segunda vaga. Com um percurso semelhante ao longo da prova, onde somam por vitórias todas partidas disputadas, militares e marinheiras são, à partida, as duas formações mais competitivas do campeonato.
Em masculinos, o Inter de Angola é o único representante da capital do país qualificado às meias-finais. Sem qualquer vitória na fase preliminar, os polícias foram bafejados pela sorte, para conseguirem o passe para os quartos de final, na condição de melhor terceiro classificado do grupo.
Quarta-feira última, o Inter derrotou o 4 de Abril da Lunda-Sul, por 27-19, carimbando o passe para as meias-finais, onde defronta mais logo o Renascimento do Uíge, actual campeão nacional. Surpreendidos pelo Mora Virei do Namibe, ao perder na última jornada da fase preliminar, os campeões nacionais superaram, com naturalidade, o Sporting de Cabinda (32-23), Chicapa da Lunda-Sul (23-19) e 1º de Agosto (28-25), nos três primeiros jogos.
Por seu turno, os “polícias” deixaram uma pálida imagem na série preliminar B, ao perderem diante da Escolinha de S. João do Hu­ambo (24-33) e Santa Rita de Cássia do Uíge (21-22). Apesar dos números sugerirem claro favoritismo para os renascentistas, num jogo a eliminar, os "polícias" podem, logo mais, conseguir discutir o resultado, na pior das hipóteses.
Noutra meia-final, os anfitriões da Escolinha de S. João prosseguem o sonho de conseguir uma classificação honrosa para a província, diante do Desportivo do Chicapa da Lunda-Sul. Fazendo jus à tradição andebolística da província, os lundas empataram a 22 golos com o 1º de Agosto, venceram tangencialmente o Mora Virei (24-23) e terminaram a primeira etapa da prova com goleada sobre o Sporting de Cabinda por 22-12.
Nos quartos de final, o Chicapa eliminou o Atlético da Madeira de Luanda, com triunfo por 21-18.
A Escolinha venceu a série B, superando o Santa Rita de Cássia (35-28) e o Inter de Angola (33-24), eliminando nos quartos de final o 1º de Agosto, com vitória por 34-28.