Desporto

Neymar defende direito a privilégios para os craques

Neymar acredita que os me-lhores jogadores de qualquer equipa têm de ter direito a privilégios. Em concentração com a selecção brasileira, em Singapura, onde irá disputar um particular com o Senegal, o avançado do Paris Saint-Germain abordou o facto de o considerarem um “protegido” de Tite, seleccionador do Brasil.

“Estou na selecção vai fazer dez anos. Desde a primeira vez que aqui cheguei, sempre tive muita responsabilidade e sempre fui um dos principais nomes, um dos que carregavam praticamente tudo às costas. Eu não me escondo disso. En-quanto aos críticos, ao que o Tite deixa de fazer por mim ou faz, acho que ele faz por todos os jogadores”, afirmou o internacional canarinho.
Neymar aproveitou ainda para lembrar o momento em que chegou ao Barcelona, onde o principal protagonista da equipa era Lionel Messi.
“Já passei por lugares que tinham jogadores com mais nome do que eu, mais história do que eu, e eu tinha que respeitar o que os treinadores faziam com ele. No Barcelona, trabalhei com o Messi e ele tem tratamento diferente. Por que ele é bonito? Não. Porque ele decide. Ele conquistou aquilo. Não estou a falar só de mim, estou a falar de todos os atletas que têm tratamento diferente. Não estou a ser menos humilde, estou simplesmente a explicar”, frisou.
Para depois dizer: “quando um atleta de alto nível atinge um nível elevado, considerado um dos melhores do mundo, por que não tratá-lo de forma diferente? Não pode existir inveja do resto da equipa”.