Desporto

Comité Paralímpico marca assembleia para Setembro

A indicação da data da eleição dos novos corpos sociais, do Comité Paralímpico Angolano (CPA), referente ao ciclo olímpico 2020/24, é o destaque da agenda de trabalhos da Assembleia-Geral ordinária da instituição, marcada para 11 e 12 de Setembro, com início às 9h00, no Complexo da Cidadela Desportiva, em Luanda.

De acordo com a convocatória, assinada pela presidente da Mesa da Assembleia-Geral, Maria de Fátima Jardim, a aprovação da lista de candidaturas é outro aspecto de realce na agenda.
O secretário-geral do CPA, António da Luz, anunciou que o futuro elenco tem algumas mudanças, com a entrada de novos membros, devido aos falecimentos de Fernando Neto, Francisco Adelino, Filipe Faria e Bruno Inglês.

Na proposta de Fátima Jardim constam, também, a apresentação para aprovação dos filiados dos eleitos para a constituição da Comissão Eleitoral, e a marcação da data do sufrágio. Outro destaque vai para a discussão e aprovação dos relatórios de actividades e contas de 2017 a 2019.
O CPA foi fundado a 10 de Novembro de 1994, com a designação de Associação do Desporto para Deficientes de Angola (ADDA). Depois a 10 de Dezembro de 1996, mudou a denominação para Federação Angolana de Desportos para Deficientes (FADD). No dia 14 de Setembro de 2000 foi rebaptizado para Comité Paralímpico Angolano (CPA).

A instituição movimenta as modalidades de atletismo, basquetebol em cadeira de rodas, natação e futebol para amputados. Conta, actualmente, com mais de 1800 atletas, de 17 províncias, com excepção do Zaire.