Cultura

Tê Pascoal em destaque na Feira do Livro e do Disco de Luanda

O Palco Livre, espaço de intervenção de jovens com propensão artística da Feira do Livro e do Disco de Luanda, que decorreu de 19 a 25 de Agosto, na Baía de Luanda, acolhe, anualmente, concertos de pequena dimensão, recitais de poesia, teatro, entre outras manifestações de qualidade artística reconhecida.

O certame, que completou este ano a décima terceira edição, para além da exposição e venda de títulos bibliográficos e discográficos, promove a generalidade da criação e dos criadores, complementa o ciclo de comunicação literária e musical e possui, no âmbito da sua programação cultural, um espaço de exibição de artistas que procuram o reconhecimento e a consagração. Este ano, Tê Pascoal foi uma das convidadas e destacou-se pela qualidade de interpretação de clássicos da Música Popular Angolana e sucessos internacionais.

Cantora e compositora, Tê Pascoal começou a dar os primeiros passos na música desde tenra idade, quando frequentava o ensino primário na Escola 703, a famosa Escola 11 do Bairro Hoji ya Henda. Enquanto intérprete, destacava-se sempre durante as actividades culturais da sua escola pela magnífica voz, fluência e espontaneidade musical, tendo sido apelidada de Celine Dion, pelos amigos e admiradores do seu bairro. Desde então, nunca deixou de demonstrar as suas qualidades vocais nas tardes de convívio e lazer, entre vizinhos e familiares.
Em 2011, ano que considera o início oficial da sua carreira musical, Tê Pascoal foi concorrente do “Angola Encanta”, concurso de procura de novos valores musicais, promovido pelo Canal 2do TPA, Televisão Pública de Angola, mas não foi apurada. Na sequência, decidiu, de forma resoluta, frequentar uma formação de técnicas vocais durante três anos, curso que concluiu com sucesso.

Em 2012, Tê Pascoal participou no concurso “Música para todos”, um projecto do MAPTESS, Ministério da Administração Pública, Trabalho e Segurança Social, coordenado pela professora cubana, Layda Vanessa Tabares Arcano, tendo sido classificada em segundo lugar na especialidade de canto, música clássica de segundo nível.
Filha de Paulo Fernando Sebastião e de Luísa Francisco Pascoal, Teresa Francisco Sebastião, nasceu em Luanda no dia 12 de Junho de 1988 no Bairro Hoji ya Henda. Sétima de um conjunto de dez irmãos, Tê Pascoal é radialista, Bacharel em Ciências de comunicação, técnica de design e projectos de Marketing, contudo a música sempre foi a sua grande paixão.

Rádio

Apresentadora do programa “Terapia na Rádio”, na Sintonia, 92.3, espaço radiofónico da Rádio UNIA, Universidade Independente de Angola, Tê Pascoal revela uma paixão pela locução e falou da sua aproximação à rádio nos seguintes termos, “Após uma experiência de aproximadamente um ano de música ao vivo no espaço do cantor e compositor, Jeff Brown, em 2016, a Banda Clave, residente naquele espaço, foi contratada para acompanhar os concorrentes no concurso “Vozes de Angola”, promovido pela UNIA. A designação do concurso, tornou-se igualmente o nome do programa homónimo apresentado pela cantora, em 2017, sob direcção artística do cantor e compositor, Vladmiro Gonga. Na altura, a Banda Clave precisava de uma voz com experiência nos coros e foi assim que entrei para a Rádio UNIA, como corista do referido concurso que durou três meses, contados desde os ensaios às galas. Na verdade, vi na Rádio UNIA a possibilidade de concretizar o meu sonho de trabalhar em comunicação. Na, sequência conversei com o senhor, Felisberto Filipe, Director da Rádio UNIA, pessoa de trato fácil, que não pensou duas vezes e aceitou o meu pedido. Depois passei por um processo de formação contínua e hoje sou locutora e frequento o terceiro ano de ciências da comunicação na Universidade Independente de Angola”, revelou, radiante, a cantora. Actualmente, a cantora dedica-se a apresentar o seu talento em pequenos espaços de diversão e programas de Televisão.

Influências
As grandes referências de Tê Macedo na música nacional são, André Mingas, Paulo Flores e Yola Semedo, e ouve com frequência, em relação às vertentes da música internacional, Adele, Bob Marley e Witney Houston. A cantora trabalhou e já partilhou o palco com os cantores, Jeff Brown, Livongh e Father Mack. A cantora denota na vibração e plasticidade do canto, influências do jazz, blues, reggae, sol, R&B e géneros alternativos. O hábito de ouvir música de outros quadrantes, ajudou a cantora a desenvolver um repertório vasto em músicas de diferentes estilos que vão desde, afro-house, zouk e soul music.

Compositora

Tê Pascoal contou-nos a sua mais importante experiência como compositora, “Em 2015, ainda no espaço do Jeff Brown, no Benfica, estava em palco e juntou-se o Livongh e Príncipe Wadada. Na ocasião, fiz um improviso em palco e o Livongh gostou da minha criatividade e afinação e disse, vamos fazer qualquer coisa. No ano seguinte, ele ligou para mim e pediu que fosse ao Estúdio do Beto Max. Este por sua vez me perguntou se tinha alguma letra, eu disse que tinha mas era afro-jazz. Na sequência ele me pediu que cantasse enquanto ele experimentava alguns acordes no seu piano. Passados alguns meses gravámos o “Wapiyo” (do lingala “onde estás”), composição minha que fala da história de uma mulher que perde o seu amado sem motivo aparente e ela clama porele. A letra é uma poesia bonita que foi suprimida em parte por causa da sua passagem do afro-jazz para kizomba. Resumindo, o texto diz o seguinte, “Até os miúdos do bairro sentem pena de mim, minhas lágrimas caem como chuva, onde estás?...”

Destaques

Para além de Tê Pascoal, destacaram-se na 13ª edição do palco livre da Feira do Livro e do Disco de Luanda, os cantores Kakaka, convidado para a cerimónia de abertura, jovem da Província da Huíla apurado para o concurso Estrelas ao Palco da ZAP, onde vai interpretar, o falecido cantor norte-americano, James Brown e Hernany Gomes, uma voz do futuro e grande revelação na interpretação de canções do Bonga e temas clássicos da Música Popular Angolana.