Cultura

Beleza da mulher africana é retratada em exposição

Uma exposição de peças de artesanato, que retratam a beleza da mulher, está patente até amanhã e desde o dia 20 deste mês, e no espaço cultural “Mamã África”, do casal Aminata Goubel e Lopito Feijóo, em Benfica, em homenagem ao 31 de Julho, Dia da Mulher Africana.

A exposição visa, igualmente, celebrar mais um aniversário da jornalista Aminata Goubel, da Rádio Nacional de Angola, assinalado a 20 deste mês.
Aminata Goubel tirou da sua Casa-Museu peças de arte que o casal colecciona há vários anos, que decidiu partilhar com mulheres de diferentes estratos da sociedade.

“Esta exposição visa chamar a atenção das mulheres para preservarem a nossa cultura. Aqui temos expostas peças que retratam a beleza da mulher, como penteados africano, em escultura, que é grande inspiração dos artistas, colares feitos de pano africano, pentes de madeira, panelas de barro, zanga de água, vestuários de panos africanos”, disse.

A organizadora adiantou que dos vestidos expostos destacam-se os produzidos com tecidos africanos como samakaka e kapulana, de Moçambique, assim como de panos de Cabo Verde, Quénia e Tanzânia. “Temos expostos outros tipos de esculturas trabalhadas por artesãs e vários tipos de chás de kapungopungo, eucalipto, folhas de limão, caxinde, magericão e outros, pois nesta fase da pandemia da Covid-19 fomos aconselhados a proteger-nos tomando chás”.

O programa da mostra prevê para amanhã, a partir das 15h00, um encontro que vai abordar o papel da mulher africana na protecção do Covid-19, com a participação da nutricionista Maria Futy, Du Gonçalves, cabeleireira que tem falado sobre o valor do cabelo, a encenadora Victoria Soares “Totonha”, actrizes Raquel Dalomba, Conceição Diamante e Solange Feijó, a escritora Kanguimbo Ananás e cantoras Bela Chicola e Ângela Ferrão bem como jornalistas que falaram das suas experiências. Vão ser, também, declamados poemas do mais recente livro de Lopito Feijóo, intitulado “Desejos Doutrinária e Marintimidades”, lançado este mês, em Lisboa.

Aminata Goubel garantiu que durante o encontro serão observadas as medidas de biossegurança sobre a Covid-19, como a presença de 15 pessoas, o distanciamento social, a lavagem das mãos a entrada do espaço e a distribuição de máscaras feitas de pano africano.